Pesquisar este blog

AVATICATA VIDEOS E PRODUÇÕES

Loading...

domingo, 31 de outubro de 2010

Nacarados


 tua cara tem literaturas
de muita língua morta

 — um passado remoto
de fantasias       n u a s

meu dialeto moderno
de alfabeto gana
derrama —
consoante chamas um

GOLPE DE ESTADO

— chicote no lábio
in flama
                ção
A            
dois         co        
                 m                Ad
                                     juv   
                  e                antes

 agora             
                       
                              NÃO   
                              NÃO 
               NÃO                     NÃO 
                              NÃO 
                              NÃO 
                              NÃO 


domingo, 24 de outubro de 2010

telefones e tecnologias

      Quando o celular era só um instrumento de comunicação entre duas pessoas, para ligações rápidas, ou no máximo um lugar pra se brincar com joguinhos, a coisa era melhor pros meus ouvidos, vou ser bem sincero. Tudo bem que uma ou outra criança idiota colocava os joguinhos com volume, mas nada que os pais não dessem conta. Aquele som irritava qualquer pessoa, a longo prazo, por isso ninguém aturava muito.
     Atualmente, a popularização dos celulares e das tecnologia de "viva-voz" tornou tudo


E por quê? Simples,

nego não tem noção de que PROIBIÇÃO não é necessário quando se tem BOM SENSO. Num ônibus, na noitada, nem me incomodo, porque o horário, o dia, o clima é pra quem está saindo, beleza, agora, às nove de uma segunda-feira, no vagão do metrô? Dentro de uma van, um espaço mínimo daqueles, numa tarde qualquer? Dentro do ônibus, quando se está voltando do trabalho, em plena semana de ralação? E agora tem gente que leva minitelevisão e NÃO USA FONE. 

     São todos uns estúpidos, que quando topam com um  três por quanto da favela do ferro quente, e ouvem um singelo "baixa essa porra", ou então quando encontram um Cabo Pontes de Melo, e tomam logo aquela chamada violenta, aí colocam o rabo entre as pernas e ainda pedem desculpas. Na violência, tudo se resolve, aqui no Brasil, porque o povão não consegue administrar uma consciência social mais organizada, feita do equilíbrio de privações e liberdades que o próprio sujeito deve se impor para que a convivência seja um acontecimento fortuito. 

     Mas quem é que liga pra isso? Nego quer mais é "botá moral". USEM OS MALDITOS FONES DE OUVIDO SEUS BÁRBAROS CONCRETOS.

veja como o processo é simples


     Basta levar o fone ao ouvido e pressionar levemente o aparelho contra a cavidade que recebe com facilidade a incumbência de suportar o peso, pela anatomia do próprio dispositivo, deixando você livre pra ouvir música sem incomodar as pessoas ao seu redor.
     Aos falantes de celular, os que fazem conferências nos metrôs, aos berros, fica a dica de manter o volume da voz num padrão razoável. Tudo bem, a vida é assim, demanda que você se dedique, mas ninguém tem que ser agredido por decibéis bizarros da sua voz. Já bastam alguns chineses que entram tagarelando em celulares, na língua cheia de vogais, uma coisa que ao pé do ouvido pode ser uma angústia.

segunda-feira, 18 de outubro de 2010

Manifesto Mendes 01


                Gostaria de manifestar uma curiosidade, não uma revolta, mas certamente uma dúvida, quanto a uma notícia que li na Folha de São Paulo, para quem também endereço esta correspondência. Queria saber se realmente a senhora Ilzamar mobilizou os acreanos em prol da campanha de José Serra usando o nome de Chico Mendes, deixando de lado, ao que parece, um juízo fortuito da decisão que tomaria Francisco Alves Mendes Filho. Ou então, é possível, trata-se de outro Chico Mendes, e o que desejo é falar sobre aquele que conheci.
                Infelizmente, não estive com ele pessoalmente, mas não importa, a intimidade de Francisco não é assunto de ninguém, o importante é falado por seus atos. Torna-se líder sindical em 75, quando a ditadura fartava-se do apogeu. Comprou briga com empresas que promoviam o desmatamento da floresta amazônica para lucrar sem limites. Coordenou a greve dos seringueiros que usaram o próprio corpo como forma de conter as máquinas. Era um agitador político que via na exploração do homem e da terra uma ameaça ao bem-estar.
                Muito mais fez Chico Mendes, que levou o povo para dentro da fortaleza política, transformando câmara em foro, levando debate, luz, pra onde impera a penumbra facilitadora. Obteve ameaçadas de morte, mas ainda assim seguiu, foi um dos fundadores do PT, estava com Lula na década de 80, mas não está mais, nem estaria, porque não parecia o tipo que gozaria da riqueza de banqueiros e empresários enquanto gente ainda morre de diarréia.


                Foi assassinado nos fundos de sua casa, e o estopim foi a grande ação que lhe rendeu reconhecimento e premiação internacional, ainda que não tenha rendido proteção, por ter denunciado ao Senado dos Estados Unidos a utilização de investimentos do BID por empresas que promoviam intenso desmatamento e nenhum desenvolvimento. O banco cortou os fundos imediatamente e isso enfureceu os interessados na exploração dos homens e das matas.
                Portanto, o Chico que conheço morreu por não ter escolhido lados, por não fazer concessões, por não ser aliado de explorador e de gente que finge não ter consciência de que desenvolvimento não existe sem bem-estar social, senão não é progresso, é ingresso, morreu por acreditar que o povo deve defender seus direitos com a própria vida, e que me desculpem os que dizem conhecê-lo melhor que eu, este Chico Mendes jamais apoiaria o tucano José Serra.

quarta-feira, 13 de outubro de 2010

TOTALITARISMO DE MERDA NO BRASIL

ISSO É UM ABSURDO!

Clica ali e veja você.

Nossa futura presidente aceitando a pressão dos evangélicos neopentecostalistas, cujo trabalho se caracteriza pelo comércio da fé e de objetos a ela relacionados. É terrível que o nosso país deixe que essas coisas aconteçam assim, impunemente.

Dilma vai condenar o aborto, o casamento homossexual e a adoção de crianças por parte destes só pra ganhar os votos dos evangélicos. ISSO É PODRE!

sábado, 2 de outubro de 2010

nenhum folclore veste meu momento agora.

sexta-feira, 1 de outubro de 2010

Lula Lá Ali Baba Aqui Lalou

   Desculpem os petistas, os fãzóides do barbudo, ou não desculpem, mas vou dizer: que grande farsa. O impressionante não é a mentira, são os que acreditam. O que vocês comem, cocô? Olham essa televisão aí e consomem toda a verdade que eles colocam no ar? Comprou seu laptop e em casa ouviu que a economia melhorou, e associou uma coisa a outra e ao Lula?
     Dados comprovam: o crescimento econômico se deu em vários países. Foi um momento. Assim como FHC se ferrou porque enfrentou duas crises, segundo consta das minhas fontes mais politizadas. Ok, mas não vamos falar tanto dos dados, porque inclusive eles podem ser manipulados pelo poder. Não? Não pode? Então Salazar fazia o quê? Vai estudar a história de Portugal antes de vir me contestar, ok? Abraço. Então, voltando.
     Vamos falar da realidade prática. Saia de sua casa e vá para as ruas, mas não vá para a regiões Manoel Carlos, beleza? Procure saber sobre as transformações nas vidas das pessoas, das mais pobres às mais ricas. Assim a gente fica sabendo, por exemplo, se os números indicam realmente alguma coisa. Por exemplo, seu Lula disse que ia aumentar consideravelmente mais o salário mínimo, e não o fez. Aumentinhos de merda. No entanto, os banqueiros estão, segundo os números, bem demais na fita. Empresários com licitações estão nadando na grana. E você? E a família do seu João? E o seu Antonio e os filhos? Será que estão melhores? Será que a aposentadoria, coisa que dona Dilma Rousseff quer cagar em cima, anda saindo? Será que as áreas sem saneamento básico já estão saneadas? Será que os professores que dão aulas na rede pública estão recebendo dignamente, têm recursos pra dar aula e infraestrutura? Será que a gente ainda perdendo patente de pesquisa porque não tem investimento, e acaba indo pra mão de americanos, japoneses, etc.?
     São questionamentos básicos, porque, em verdade, acho que deveríamos fazer questionamentos mais fundamentais. Por exemplo: o dono de uma montadora de carros pode montar um carro? Não. Um grupo de operários pode. Por que ele fatura milhões e os caras mal conseguem pagar as contas? "Ah, porque ele estudou, porque investiu na empresa, porque a empresa é dele...". Veja bem, não estou dizendo que ele tenha que ganhar igual aos operários. Isso seria um absurdo. A questão é, porque ele ganha tanto e eles tão pouco? Por que o abismo de diferença é tão profundo, a ponto de mantê-los sempre na mesma classe, usufruindo dos mesmos serviços e bens, ocupando o mesmo cargo... bom, acho que está bem claro o porquê.
    Como é que se exige segurança, se nós mesmos é que sustentamos as diferenças abismais entre as vidas que levamos, que levam eles, os ferrados, e as estrelinhas, o pouco que ocupa condomínio, mansão, que frequenta resorts, que ganha coisas exclusivas. O povo tem de parar de aceitar essa sacanagem gratuita e sem vergonha. No passado, ao contrário do que se imagina, várias revoltas foram sufocadas no Brasil, revoltas populares. É tempo do povo se unir, sob uma bandeira só, a do Humanismo, e sair nas ruas exigindo um básico, aquilo que é INDISPENSÁVEL, e um teto, o limite para a riqueza daqueles que não se controlam. Ouvi gente que riu e se sentiu admirado ao ouvir que o Eike Baptista é "viciado em ganhar dinheiro". Sim, e por que será? Pode ser porque o PAI DELE tem ligação com o Ministério de Minas e Energia? O cara explora petróleo no Brasil, tá com a permissão... por quê? Alguém pode fazer uma fiscalização nas transações todas dele, averiguar a idoneidade de tanto dinheiro?
     A crise virá. Como eu sei? É inerente ao capitalismo como o concebemos. Europa em crise. China em crise. Brasil em crise. Vamos ver como a equipe vai se comportar e se vai conseguir dar a volta por cima, mas creio que tempos bizarros virão a nós, que estamos submetidos a ESSE JOGO QUE É JOGADO. Podemos jogar outros jogos, nossa criatividade não conhece limites. Podemos nos organizar de várias formas e viver vidas muito melhores! ACORDEM!
     Quando votarem, pensem nisso. São essas promessas superficiais as que precisamos? Vou fazer mais escolas, ou vou reformular a filosofia da educação? Vou aumentar o salário mínimo, ou vou fazer uma política de reorganização tributária, com a garantia de que a relação salário mínimo e despesas mensais seja mais do que precisa, que sobre para o lazer, essa palavra que ouvimos desde que somos crianças? Vou melhorar a saúde, ou vou reorganizar os investimentos, deixar de pagar uma divida que NUNCA VAI ACABAR, e começar a investir na saúde, educação e reorganização da sociedade brasileira? O Governo Lula desperdiçou RIOS DE DINHEIRO pagando juros da dívida, quando poderia ter evitado que uma DONA MARIA MORRESSE e deixasse pra trás uma família inteira de gente que não tem força o suficiente pra mandar um barbudo desgraçado desses ir para o quinto dos infernos, já que esse monstro que veste paletó se protege com sua milícia. Tenho nojo de gente que tem coragem de inventar um personagem tão sórdido.
     Vão lá, elejam Dilma Rousseff. É ela que vai ganhar, eu sei, as cartas são bem marcadas. Serra fez uma campanha PATÉTICA. Marina Silva apenas exerceu o poder de sua oratória e raciocínio rápido, quebrando os outros candidatos pelas pernas, quase sempre. Plínio, coitado, um homem muito sensato, mas ocupando ali um lugar quase simbólico, em termos práticos. Óbvio que suas palavras são importantes, sua atuação política, refiro-me ao grande e maciço discurso de vitória que a Dilma conseguiu enfiar na cabeça do povo. A figura bem montada do Lula garantiu isso. E com ele vão Sérgio Cabral, o cara da suposta ficha limpa, Lindbergh, o cara que saiu do PSTU quando soube que ninguém ali fica rico, mas trabalha pra de fato mudar a situação do país, Jorge Picciani, grande homem do gado, investidor, presidente da ALERJ, alguns diziam que era marionete do Cabral e só.
     Lá, então, escolham. Optem por deixar o país como está. Optem pelo dia seguinte previsível, pelo futuro que ainda é duro e vai continuar sendo, pela segurança de receber ordens e não ter de se rebelar nunca, mesmo que isso custe o sofimento, não só o próprio, que é suportável, quando se está viciado em algo, mas o de milhões e milhões de pessoas que sequer entendem porque nasceram pra tão pouco. Por uma vez nas suas malditas vidas supérfluas, pensem antes de votar. Não olhem pro umbigo desejoso de conforto e segurança, olhem pra frente, encarem a poeira, vejam a face do que se revela em qualquer lugar. Depois saiam, bebam às mudanças que certamente virão, festejem, comemorem, mudem a porra da história do país, porque já não dá mais pra viver essa falsa bonança!